sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Transformações Físicas e Químicas da Matéria

A matéria que nos rodeia está em constante mudança, sofrendo inúmeras transformações. Um copo que parte, uma floresta que arde, o gelo das calotas polares que funde, tudo isto são exemplos de transformações que ocorrem todos os dias.

Podemos assim distinguir dois tipos de Transformações, as Transformações Físicas e as Transformações Químicas.


Transformações Físicas

As transformações físicas da matéria ocorrem quando há mudança de estado físico de um determinado material, ou uma dissolução de um soluto num solvente. Neste tipo de transformação, não há formação de novas substâncias.

São exemplos de Transformações Físicas:


- a mudança de estado físico de um corpo, como por exemplo a água, que entra em ebulição aos 100 ºC


- Um vidro que se parte



- Um soluto que se dissolve num solvente


Transformações Químicas

As Transformações Químicas ocorrem sempre que há formação de novos materiais, ou seja, a partir dos materiais iniciais formam-se outros materiais diferentes.


Ocorre uma transformação química quando:
- se forma um sólido de cor diferente;
- há mudança de cor da solução;
- se forma um gás;
- há variação de temperatura;
- as substâncias iniciais desaparecem;
- se origina um cheiro característico.


São exemplos de Transformações Químicas:


- a Respiração Celular que ocorre nos seres vivos

- a Fotossíntese realizada pelas plantas
- cozinhar os alimentos
- o fogo de artifício


EXERCÍCIO AQUI

Preparação para a ficha de avaliação II - material de laboratório




Exercícios aqui e aqui

Preparação para a ficha de avaliação I - densidade




1)Vários meninos ganharam uma grande barra de chocolate que foi dividida entre eles. A densidade de cada pedaço é maior, menor ou igual à densidade da barra?


2)Um pedaço de pão é comprimido por uma pessoa com as suas mãos.
A) A massa do pedaço de pão aumenta, diminui ou não varia?

B) E o volume do pedaço de pão?

C) E a densidade do pão? Explique.


3) O volume de leite na caixinha é 236 ml.
Determine a densidade do leite.

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Tabelas de densidades

Aqui e aqui

Sobre densidade



Um vídeo sugerido pelo André Mateus, nº 2 do 7ºC

Ponto de fusão e ponto de ebulição



clique na imagem e encontrará :


uma explicação
um teste
e um resumo

Mudanças de estado físico - água



clica na imagem

Nónio



O primeiro nónio foi um instrumento de navegação inventado pelo matemático português Pedro Nunes em 1514.
O instrumento possibilitava as medições no astrolábio com rigor de alguns minutos de grau, permitindo planear a navegação com uma margem de erro da ordem da dezena de quilómetros. Em França, o nónio foi introduzido em 1631, por Pierre Vernier, onde foi usado para construir instrumentos de metrologia com escalas de medição muito precisas. Por causa disto, o nónio também é conhecido como vernier. O nónio pode ser descrito como um par de escalas graduadas, geralmente em milímetros ou graus, que deslizam uma sobre a outra. Na segunda escala (que é o nónio propriamente dito) é possível ler uma fracção da medida da primeira escala.
O nónio é usado em paquímetros e micrômetros para medidas precisas. Num paquímetro típico, a escala principal é calibrada em milímetros, e o nónio permite realizar medidas com precisão de 0,05mm. Na foto, mostra-se um paquímetro com nónio, capaz de realizar medidas com uma precisão máxima de 0,02 milímetro. O nónio é a escala inferior, que desliza sobre a escala superior (principal). O traço do nónio que se alinhar perfeitamente com um dos traços da escala principal, dá a medida da fração de unidade, que deve ser somada à medida inteira da escala principal. Neste exemplo, o zero do nónio encontra-se após a medida de 3 milímetros da escala principal, e o traço do nónio mais bem alinhado com a escala principal é o correspondente a 0,58 milímetros. Logo, a medida lida pelo instrumento é (3+0,58)=3,58 milímetros.
ver animação aqui
fonte: Wikipédia